Blogue do Maia de Carvalho

POR TRÁS DE CADA GRANDE FORTUNA HÁ UM CRIME. Honoré de Balzac

segunda-feira, abril 23, 2007

Arquivo Municipal de Pombal

Palácio dos Agorreta e Arquivo Municipal, na Praça Marquês de Pombal (clique na imagem para aumentar)

Hoje, finalmente, tirei parte da minha manhã para ir ao Arquivo Municipal. Não passei da portaria mas gostei.

É recepcionista, nestas instalações municipais, a D. Ana Rosa (para mim será sempre menina) que conheci na Escola Secundária de Pombal e, enquanto fui adjunto do Presidente da Câmara, era a recepcionista dos Paços do Concelho. Está excessivamente magra, o que não a favorece muito, mas quando lhe disse ao que ia logo me indicou o Dr. Nelson com o qual iniciei a minha conversa, tentando saber qual era o espólio já consultável. Entretanto chegou a minha amiga Dra. Fernanda Pinto e entrámos imediatamente no assunto não sem antes termos feito “uma grande festa” um ao outro pois já há muitos anos não nos encontrávamos. Disse-me que o inventário estava feito mas ainda não acessível ao público... O trabalho prioritário era o que interessava imediatamente à Câmara, nomeadamente à DOMA, se percebi bem, Departamento de Obras Públicas Municipais.

Conversámos sobre o meu interesse em livros de actas da Câmara antigos, principalmente os contemporâneos da extinção dos conventos, os referentes à reforma dos concelhos de 1838 e ao 2º Semestre do ano de 1910, por causa das reacções da Câmara à implantação da República. Disse-me que os livros já tinham sido desinfestados mas que ainda não estavam à consulta pública. Ficou com o meu contacto telefónico para me avisar logo que fosse possível consultar os livros de actas que me interessavam e de igual modo a relação do acervo total do Arquivo.

Como me havia falado que os documentos mais antigos que possuía eram de 1740, logo lhe perguntei se, e como estava a mexer em documentação de Obras no concelho, teria alguma coisa de 1793 a 1795, sobre a Ponde de D. Maria Teresa, no Arunca. Respondeu-me que não, que não tinha notícia que existisse qualquer documentação sobre aquela ponte, que certamente só na Torre do Tombo ou no Arquivo Distrital encontraria alguma coisa. Falámos do quanto era fácil, para alguns documentos, encontrá-los na Internet e dei-lhe como exemplo de serviço bem organizado, o oferecido pelas universidades brasileiras, que até as teses dos seus Cursos disponibilizam on-line e gratuitamente.

Despedimo-nos combinando passar por lá mais vezes para me manter ao corrente dos desenvolvimentos do acervo documental.

E pronto, não consegui nada mas foram muito simpáticos.

Etiquetas: , ,

7 Comments:

At 10:13 da manhã, Blogger MCA said...

Simpatia é importante, mas não chega. O arquivo não tem sequer um inventário preliminar? Nem, ao menos, um guia dos fundos? E tem arquivista?

 
At 12:14 da tarde, Blogger Conceição Bernardino said...

Desculpem a minha ausência, não me esqueci dos vossos blogs...nem das pessoas apenas com muito trabalho. Vá lá comprem um livrinho!!!!
Por isso peço-lhe desculpa, também pelo comentário ser feito nos vossos post mas estava a enviar por email e vêem para trás. Diz falha de envio. Se alguém não gostar por favor diga-me mas não sei, onde fazer publicidade.
Beijinhos
Conceição Bernardino


Informação sobre os postos de venda do meu livro
“ALMA POÉTICA”

Através da editora:
www.corposeditora.com ou enviando mail para (no site o livro está na colecção "segundas salivas".)
info@corposeditora.com (PORTES PAGOS PELA EDITORA)

Livrarias:

 Livraria Poetria (Porto)
– Rua da Oliveira, 70 – r/c – lojas 5/13 (Em frente ao Teatro Carlos Alberto)
Centro Comercial Lumier
Site: www.poetria.pt
Telefone: 22/2000436

 Livraria Almedina (Vila nova de Gaia)
- Arrábida Shopping – loja 158 A/B
Site: www.almedina.net
Telefone: 22/3701898

 Livraria Sá da Costa Editora (Lisboa)
- Rua Garrett, 100 (No Chiado, em frente à estátua do Fernando Pessoa)
Telefone: 21/3460721

 FNAC – Gaia Shopping, onde foi feita a apresentação, no passado dia 23/04/2007. Somente nesta fnac o livro está fisicamente á venda (existe ainda 6 exemplares).

No entanto, o mesmo pode ser adquirido em todas as fnac’s do País, bastando para isso dirigir-se a qualquer uma delas e encomendar o livro indicando os seguintes elementos:

Editora (Corpos editora)
Título da obra (Alma Poética)
Autor (Conceição Bernardino)

Se pretender poderá ainda fazer o pedido via fnac online:
:http://www.fnac.pt/pt/Catalog/Detail.aspx?cIndex=0&catalog=livros&categoryN=Livros&category=poesia&product=2200012829844

Para qualquer esclarecimento, poderão contactar-me através do mail:
conceicao.mami@sapo.pt

Muito obrigada a todos,
Conceição Bernardino

 
At 3:40 da tarde, Blogger Conceição Bernardino said...

Olá,
Desculpe a minha ausência, mas o que importa é, que estou de volta.
Continuarei a comentar, é esta a minha maneira de ser:
Oferendo poemas de alguém, receba com carinho!



Vaidade

Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Sonho que sou Alguém cá neste mundo...
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a Terra anda curvada!

E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho... E não sou nada!...

Florbela Espanca

Beijinhos e uma boa semana...

 
At 1:44 da tarde, Blogger Eira-Velha said...

Professor, então?
Esgotou o tema?
Estamos à espera!
Cumprimentos

 
At 11:13 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Professor
Estou a tentar fazer uma pesquisa para a minha filha mais nova, a pedido da professora dela do 4º ano - Tema - Festas de Santo Amaro. Qual é o meu espanto, a Câmara tem referência a tudo relacionado com Santo Amaro, captação de água, Lar de idosos, etc.à festa propriamente dita, nem uma palavra, acho muito estanho. Ou é falta de organização nos arquivos da Câmara, ou então o defeito é meu.

 
At 11:24 da tarde, Blogger maria do carmo said...

Professor
Peço imensa desculpa por ter feito o meu comentário do Tema de Santo Amaro como anónimo, mas como não estava registada, acabei por enviar sem nome.
Boa noite

 
At 2:34 da tarde, Blogger Professor said...

Maria do Carmo está desculpada pelo anonimato. Convenhamos que os anónimos também têm direito de opinião.
O facto de ter colocado o seu comentário num texto já antigo fez com que só através do informador do servidor soubesse que havia mais estes comentários.
Não consta que haja muita informação sobre as capelas existentes ou já extintas na freguesia e concelho de Pombal. No entanto, só porque se referem ao Santo Amaro que uns dizem proteger agricultores, outros ser o protector das deficiências dos membros, eu indico-lhe dois sites da net:
http://alfarrabio.di.uminho.pt/vercial/letras/ensaio40.htm
http://www.antoniocruz.net/mostrar/eventos/2002/santoamaro/

Um abraço.
PS - Por favor, de preferência faça os seus comentários sempre no texto mais recente.

 

Enviar um comentário

<< Home