Blogue do Maia de Carvalho

POR TRÁS DE CADA GRANDE FORTUNA HÁ UM CRIME. Honoré de Balzac

quarta-feira, julho 18, 2007

In memoriam

Estive de férias na Serra da Arrábida e só domingo à noite regressei a Pombal.Liguei-me à net a dar uma vista de olhos nos Jornais da terra e lá encontrei notícia da morte, a 14 de Julho, de Menezes Falcão.Desde que me fixei na cidade, em 1983, muito aprendi com este político e homem de negócios pombalense. Muito mais haveria a aprender com o cidadão Francisco mas, a doença dele e a minha vida, teimaram em afastar-nos a partir do fim da década de noventa. Conservador a 100%, respeitador de ideias diferentes das suas embora nunca, mas mesmo nunca, pactuasse com elas. Conheci-o melhor no tempo em que fui membro da Assembleia Municipal, onde ele ocupava a Presidência, algumas vezes o secretariei em reuniões e pude aperceber-me da finura de espírito e habilidade diplomática para resolver conflitos em situações de grande pressão. Ele que tinha de apoiar um Presidente cujo estilo reprovava profundamente.
Tive pena de não participar nas exéquias pois sinto pesar pela sua morte e endereço por aqui, enquanto o não faço pessoalmente, as mais sentidas condolências à família deste cidadão exemplar da vida pública pombalense. Não nasceu em Pombal mas aqui fixou a sua residência logo que toda a sua actividade profissional aqui era exercida. Que exemplo para outros que aqui fazem as suas vidas profissionais mas se negam a assumir uma vivência cívica pombalense! Estão cá mas não são de cá! (Até o seu domicílio fiscal está noutras terras)
Paz à sua alma, Senhor Menezes Falcão, creia que terá sempre a minha amizade.

Etiquetas: , ,

1 Comments:

At 6:00 da tarde, Anonymous maria said...

hummm ha tanto tempo que nao vinha por aqui e fui logo encontrar-te de ferias....hummm que inveja que me fazes ... espero que descanses e voltes com coisinhas boas para colocares neste teu cantinho jinho da maria

 

Enviar um comentário

<< Home