Blogue do Maia de Carvalho

POR TRÁS DE CADA GRANDE FORTUNA HÁ UM CRIME. Honoré de Balzac

domingo, julho 22, 2007

Um Pedido




Há dezenas deles, no Rio da minha terra!

Vocês podem não saber mas não há rio mais importante do que o rio que passa pela minha terra!














Hoje, quando regressava a casa depois da missa das nove, percorri a margem do rio Arunca, entre a Ponte da Infanta D. Maria Teresa e o pontão da Zona Desportiva, pelo lado do Jardim. Há dezenas de peixes mortos – parecem bordalos. Rogo, pois, à Senhora Dona Câmara que mande alguém dos serviços competentes limpar o rio. O Bodo está próximo, já se vêem trupes montando pistas de carrinhos e carrosséis, e não é bonito, durante as festas depois de fechado o açude, os passantes verem peixes mortos a boiar no espelho de água.

Etiquetas: , ,

1 Comments:

At 6:55 da tarde, Blogger missixty said...

O melhor seria obrigarem as fábricas que despejam para esse rio, cumprirem as regras, para minorizarem a poluição! Se eles só limparem, daqui a uns tempos está igual!

 

Enviar um comentário

<< Home