Blogue do Maia de Carvalho

POR TRÁS DE CADA GRANDE FORTUNA HÁ UM CRIME. Honoré de Balzac

quinta-feira, novembro 25, 2010

Em Pombal sabe-se pouco de História


Esta é uma fotografia antiga que obtive por cópia de um original existente na câmara de Pombal, já me não lembra onde. As obras feitas nesta torre e nos terrenos adjacentes tornaram-na quase irreconhecível e praticamente impossível uma pesquisa arqueológica. Documentalmente vários estudiosos de Pombal desde o Dr. Robalo Pombo ao Dr. Joaquim Eusébio investigaram e pouco descobriram. Escreveram sobre o assunto meia dúzia de linhas. Certo parece que só a sua reconstrução em 1509, no tempo de D. Manuel I. A serventia desta torre, só por conjecturas se lhe atribui a função de recolha de tributos. Talvez de judeus e mouros uma vez que a actividade comercial e artesanal sempre foram dominantes na Villa e eram estes grupos étnicos os mais hábeis nessas funções na sociedade portuguesa. Em frente a cerca de 10 m, construíram-se, recentemente, três blocos de apartamentos de três andares cada um. A visibilidade deste Monumento e da Capelinha de S. Amaro, ficou irremediavelmente amputada. Planos de Urbanização é uma especialidade primordial da Câmara Municipal de Pombal.

Etiquetas: , , , , ,

3 Comments:

At 10:10 da tarde, Blogger cajosilva said...

eu também tenho um postal antigo desse monumento que aprendi a gostar e que olhava maravilhado. depois a câmara municipal, ou lá quem foi, cometeu aquela atrocidade e ficou destruído para sempre. mas a protecção do património nunca foi um forte português.

 
At 12:18 da tarde, Anonymous SM said...

Caro Professor:

Esta é SÓ mais 1 atrocidade ao património histórico de Pombal!!!!

Tantas já cometidas, outras tantas em projecto, é o chamado progresso (o que quer que isto seja!!! e cada um tem a sua definição de...)

Continuo a aplaudir 1 exemplo perto de nós:
-> Leiria, 500.000 € para escavar e estudar o interior do seu belo castelo.

Nos antípodas:
-> Pombal, 3.000.000€ para esconder os vestígios e história antiga do nosso, também, belo castelo.

E não fosse o nosso Mayor, cidadão de Leiria...

 
At 10:53 da manhã, Blogger João Melo Alvim said...

Desdenhar a História é insistir em errar quando se pensa no Futuro. Perdoai-lhes...

 

Enviar um comentário

<< Home