Blogue do Maia de Carvalho

POR TRÁS DE CADA GRANDE FORTUNA HÁ UM CRIME. Honoré de Balzac

quarta-feira, julho 23, 2008

LUCIDEZ AUTÁRQUICA



Deve haver muito poucas Câmaras Municipais tão lúcidas quanto a de Pombal. Aquela rede de galinheiro devia ficar rente ao murete mas era inestético. Assim no meio da faixa de rodagem é muito mais bonito. Grandes e bons conselheiros deve haver nesta simpática autarquia local. Imaginem o "Ecoponto" isolado dos seus utilizadores e os quatro contentores do lixo que ocupavam vários espaços ao longo da rua, todos concentrados naquele canto e bem abrigados pela rede da capoeira das galinhas. Ao lado direito da imagem vê-se a bilheteira, será preciso tirar bilhete para vazar o lixo? E se houver um fogo? Ou um acidente ? Ou alguma ambulância necessite de evacuar um doente ou um ferido grave? Haverá fundos na autarquia para pagar as indemnizações devidas?
Valha-nos Nossa Senhora do Cardal

Etiquetas: , ,

POBRE BAIRRO AGORRETA! TÃO MAL TRATADO...


Finalmente mostraram-nos as grades da nossa prisão. Devem vir armá-las hoje. Aqui estão elas, encostadas ao murete e junto à bandeira da cerveja. Pobre Rua de Leiria que já foste frondosa álea de plátanos. Senhores vizinhos cá do Bairro é tempo de Acção Directa! Vamos formar e legalizar a nossa Comissão de Moradores? Não é um anacronismo, é uma necessidade face à prepotência dos "poderes abusadores instituidos"!

Etiquetas: , ,

terça-feira, julho 22, 2008

BODO/SAGRES 2008

Muito visíveis as bandeiras e os quiosques desta conhecida marca comercial.

Mas nem tudo é negativo. Pelo menos, uma vez por ano, temos a rua lavada e desinfectada.

Nos anos cinquenta, era uma prática urbana, semanal nos arruamentos da cidade de Lisboa, no Verão, obrigatoriamente, com o indispensável desentupimento das sarjetas para que as águas pluviais, mesmo que inesperadas, pudessem correr rapidamente para o rio. (Nas zonas mais comerciais e frequentadas da cidade isto era uma prática diária.)

Outros modos, outros tempos, outros lugares!

Hoje, com tantas poupanças, não me admira que já não seja assim. Lá como cá, estraga-se na farinha para poupar no farelo!

Quando irá custar esta Festa ao erário municipal? Economicamente os comerciantes pombalenses são os mais beneficiados? É que na última segunda-feira ouvi umas bocas entre os feirantes!

Mas há gente assim, sempre a dizer mal! É sede de protagonismo!

Etiquetas: , , ,

POMBAL NAS BOCAS DO MUNDO


Diário de Notícias de hoje.











Comentários para quê?

Etiquetas: , , ,

segunda-feira, julho 21, 2008

PADRE DIAMANTINO


Ganhou fama de rabugento, de ter um feitio difícil e muitas vezes inflexível e duro para com o povo. Mas parece que o povo, eu pelo menos, gosta cada vez mais dele.
É que ele não foi eleito, por isso, não precisa de “fazer fretes” a ninguém e pode falar verdade. E fala muitas vezes e em favor dos mais desfavorecidos.
Mais uma vez não se calou!
A Praça Marquês de Pombal, por causa de mais um “Evento”, estava atravancada dos mais variados artefactos que obrigaram as pessoas de uma cerimónia fúnebre a terem de contornar toda a Praça para passarem da Casa Mortuária, no Convento do Carmo, para a Matriz. Era um podre cidadão anónimo e sem status na “socialite” local, por isso, nada se mudou na Praça.
Grande Padre Diamantino! Não teve medo de dizer a quem tomava parte na celebração da Missa Vespertina: «Se fosse um dos importantes da cidade, logo se afastariam todos os obstáculos para que o enterro passasse directamente para a Igreja, mas como era um pobre…»

Etiquetas: , , ,

domingo, julho 20, 2008

NEM O PARQUE INFANTIL ESCAPOU

Não considerando suficiente mal tratar a relva do Jardim do Arunca, que tanto custa conservar num clima como o nosso, a tal empresa municipal organizadora do BODO/FESTIVAL/PIMBA/ROCKEIRO 2008, nem o Parque Infantil da Zona Desportiva poupou.

É fartar vilanagem!




Etiquetas: , , ,

Muamar Kadhafi


Estava para retribuir a visita do nosso primeiro-ministro à Líbia, visitando o Bodo 2008. Mas porque o seu staff não aprovou as tendas semeadas pelo Arnado e Jardim do Arunca, já não vem.

O prejuizo turístico que uma simples tenda pode causar!



Etiquetas: , ,

EFICÁCIA








Estamos a menos de oito dias do início das festas anuais da cidade! Estes cartazes devem ser uma forma de economia – assim já servem para o ano.





Etiquetas: , ,

sábado, julho 19, 2008

Jardim do Arunca


O Jardim também vai ter tendas mas não é um parque de campismo! Nada que se pareça com o acampamento de motards que foi há dois meses, salvo erro.

Etiquetas: , , ,

sexta-feira, julho 18, 2008

O asfalto não chegou para tudo

Por isso, as próprias carrinhas da APEPI vão passar a aceder às suas instalações sobre passadeiras vermelhas. É verdadeiramente um festival.
Os contentores para os moradores e comerciantes vazarem os seus lixos é que desapareceram...
A senhora que vende jornais à porta do Café Bodo, informou que os levaram para junto da sede do NDAP (Núcleo de Desporto Amador de Pombal). Não fui verificar mas, se é onde eu penso, estão a mais de 50 metros do local de um antigo e a mais de 100 metros dos dois que estavam ao pé da escada de acesso junto ao "lugar de fruta" da D. Piedade.
Andam por aí uns operários não identificados (por isso não sei se pertencem à Câmara, à empresa municipal PMU ou a outra firma contratada) mas bastante incorrectos e mesmo grosseiros. Na passagem inferior à linha de caminho de ferro (passagem antiga), além de dificultarem o acesso, ordenam imperativamente, sem qualquer amabilidade, às pessoas que passem em contra mão pelo outro lado. Julgo que os peões, nos passeios ou passagens pedonais, ainda circulam pela direita. Creio ser de bom tom as entidades patronais, quaisquer que sejam, darem formação de urbanidade aos seus funcionários.

Etiquetas: , ,

quarta-feira, julho 16, 2008

QUANDO POMBAL ERA UMA NOBRE VILA






A entrada da Vila, do lado de Leiria era, durante o período chamado de Estado Novo, assinalada com este marco que indicava aos viajantes que aqui havia um castelo restaurado e outros monumentos dignos de visita. Esta informação era creditada pelo Secretariado Nacional de Informação (SNI), as iniciais são claramente visíveis na placa identificadora da localidade. Vi muitas, por esse país fora, quando viajava acompanhando o meu pai, nos anos que se seguiram à II Grande Guerra. É o único que, segundo os meus conhecimentos, ainda está de pé. Creio dever ser preservado a todo o custo. Praza a Deus que a fúria construtora da Câmara não permita a sua destruição.

Nessa altura a Vila começava um pouco antes do cruzamento, na Flandres, (topónimo mais antigo e certamente mais correcto do que o actual Flandes) da Estrada Nacional n.º 1 com

o ramal n.º 1.6, que em Albergaria dos Doze encontra a Estrada Nacional n.º 350, por altura do lugar das Cassinheiras. Era mais comprida, nessa altura quase um quilómetro. Hoje, o marco da mixuruca cidade, está junto à VULCAL, a poucos metros do antigo posto da PVT (Policia de Viação e Trânsito) que também devia ser cuidado pela sua já relativa raridade. Pobrezinha placa identificadora da cidade, mais moderna, talvez, mas não tão grande quanto a vila.

VILLA DO POMBAL DE CRISTO, assim era chamada em documentos do século XVII.



Etiquetas: , , ,

terça-feira, julho 15, 2008

As piores expectativas...


SOCIALISTAS OU NÃO DO QUE "ELES" GOSTAM É DE ALCATRÃO

Etiquetas: , ,

segunda-feira, julho 14, 2008

Porque são as nossas Escolas como são?

video



Será por isto?
É que a Escola, no inicio, é o espelho da Sociedade, se lhe falta autoridade, perpetua os seus vícios!
«Tais pais, tais filhos!»

Etiquetas: , ,

Caracóis e cerveja

Mesmo num café de aldeia, ou por causa disso, onde as pessoas falam afoitas e sensatas ouvem-se frases muito judiciosas.

«Quem trabalha não melhora… eu trabalho desde pequeno, como podia estar melhor?»

«A Natureza é que faz justiça! Esta merda está toda a afundar-se e por todo o lado.»

«O magano deu um tiro num mocho, levou-o para casa e meteu-o na arca. Então, não é que uma semana depois o gajo abriu a arca e o mocho voou e fugiu?»

«Bem calhando a arca estava desligada!»

A conversa de onde saíram estas frases desgarradas era entre homens de 65 a 70 anos bebericando goles de cerveja e petiscando uns caracoizitos, umas tapas de presunto, queijo e pedaços de pão saloio.

Simultaneamente leio de fugida no “Correio da Manhã”:

«Uma criança só transmutada num “menor não acompanhado”…» Paula Teixeira da Cruz.

Criança só /menor não acompanhado? Belíssimo exemplo de eufemismo da linguagem politicamente correcta.



Etiquetas: , , , ,

domingo, julho 13, 2008

“Neurose maníaco-depressiva”







Desde que acordei, martela-me na cabeça um assunto sobre que escrever. Parece-me que começava assim:
Estou farto! Nem sei eu bem de quê, da vida, da sua inutilidade? Há quem precise de objectivos como resposta ao ‘para quê’ das acções e dos acontecimentos; mas haverá mesmo ‘para quês’? Então o Big Bang dos cientistas necessita de algum objectivo, alguma finalidade, algum desígnio? Se nem o porquê se consegue descortinar como adivinhar o para quê? Até o quando e o como são meras hipóteses. Será que nem a Ciência é fiável? A verdade não é somente a adequação da realidade aos factos, é muito mais o considerável número de palavras com que descrevemos os conceitos que mascaram as nossas ilusões. Assim não vou longe… mas será que quero ir a algum lado?

Etiquetas: , , ,

sábado, julho 12, 2008

Porque hoje é Sábado

Tenho andado muito sério (até rabujento) nestes últimos textos. Anunciando o fim-de-semana brinquemos um pouco:

BREVE RETRATO DA ESCOLA PORTUGUESA ACTUAL






As melhores frases dos piores alunos*






*O metro é a décima milionésima parte de um quarto do meridiano
terrestre e para o cálculo dar certo arredondaram a Terra! *

*O cérebro humano tem dois lados, um para vigiar o outro.*

*O cérebro tem uma capacidade tão grande que hoje em dia,
praticamente, toda a gente tem um.*


*Quando o olho vê, não sabe o que está a ver, então ele amanda
uma foto eléctrica para o cérebro que lhe explica o que está a ver.*

*O nosso sangue divide-se em glóbulos brancos, glóbulos vermelhos
e até verdes! *

*Nas olimpíadas a competição é tanta que só cinco atletas chegam
entre os dez primeiros.*

*O piloto que atravessa a barreira do som nem percebe, porque não

ouve mais nada.*

*O teste do carbono 14 permite-nos saber se antigamente alguém morreu.*

*Antes mesmo da guerra a mercedes já fabricava volkswagen.*

*Pedofilia é o nome que se dá ao estudo dos pêlos.*

*O pai de D. Pedro II era D. Pedro I, e de D. Pedro I era D. Pedro 0*

*Nos aviões, os passageiros da primeira classe sofrem menos acidentes que
os da classe económica.*

*O índice de fecundidade deve ser igual a 2 para garantir a reprodução das
espécies, pois precisa-se de um macho e uma fêmea para fazer o bebé. Podem
até ser 3 ou 4, mas chegam 2.*

*O homossexualismo, ao contrário do que todos imaginam, não é uma doença,
mas ninguém quer tê-la. *

*Em 2020 a caixa de previdência já não tem dinheiro para pagar aos reformados,
graças à quantidade de velhos que não querem morrer.*

*O verme conhecido como solitária é um molusco que mora no interior, mas que
está muito sozinho.*

*Na segunda guerra mundial toda a Europa foi vítima da barbie (queria dizer,
decerto, barbárie) nasista.*

*Cada vez mais as pessoas querem conhecer a sua família através da árvore
ginecológica.*

*O hipopótamo comanda o sistema digestivo e o hipotálamo é um bicho
muito perigoso.*

*A Terra vira-se nela mesma, e esse difícil movimento chama-se arrotação.*

*Lenini e Stalone eram grandes figuras do comunismo na Rússia.*

*Uma tonelada pesa pelo menos 100Kg de chumbo.*

*Quando os egípcios viam a morte a chegar, disfarçavam-se de múmia.*

*Uma linha recta deixa de ser recta quando encontra uma curva.*

*O aço é um metal muito mais resistente do que a madeira.*

*O porco é assim chamado porque é nojento.*

*A fundação do Titanic serve para mostrar a agressividade dos ice-bergs.*

*Para fazer uma divisão basta multiplicar subtraindo.*

*A água tem uma cor inodora.*

*O telescópio é um tubo que nos permite ver televisão de muito longe.*

*O Marechal António Spínola é conhecido principalmente por estar no dicionário.*

*A idade da pedra começa com a invenção do Bronze.*

*O sul foi posto debaixo do norte por ser mais cómodo.*

*Os rios podem escolher desembocar no mar ou na montanha.*

*A luta greco-romana causou a guerra entre esses dois países.*

*Os escravos dos romanos eram fabricados em África, mas não eram de
boa qualidade.*

*O tabaco é uma planta carnívora que se alimenta de pulmões.*

*Na Idade Média os tractores eram puxados por bois, pois não tinham
gasolina.*

*A baleia é um peixe mamífero encontrado em abundância nos nossos rios.*

*Quando dois átomos se encontram, vai dar uma grande merda.*

*Princípio de Arquimedes: qualquer corpo mergulhado na água, sai
completamente molhado.*

*Newton foi um grande ginecologista e obstetra europeu que regulamentou a
lei da gravidez e estudou os ciclos de Ogino-Knaus.*


*Pergunta: Em quantas partes se divide a cabeça?
Resposta: Depende da força da cacetada.*

*A trompa de Eustáquio é um instrumento musical de sopro, inventado pelo
grande músico belga Eustáquio, de Bruxelas.*


*Parasitismo é o facto de um gajo não trabalhar e viver à 'pala' dos outros,
de dinheiro, cigarros e outros bens materiais.*

*Ecologia é o estudo dos ecos, isto é, da ida e vinda dos sons.*

*A Biologia é o estudo da saúde. E para beneficiar a saúde é que foi
inventado o biotónico.*

*As constelações servem para clareficar a noite.*

*Ao princípio os índios eram muito atrasados mas com o tempo
foramse sifilizando.*

*O Convento dos Capuchos foi construído no céculo 16 mas só no
céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do monte.*

*A História divide-se em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura,
a mais estudada hoje*

*A Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada
por dois cavalos.*

*As aves teem na boca um dente chamado bico.*

*A Terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados do mundo.*

Etiquetas: , , ,

sexta-feira, julho 11, 2008

Futuro lupanar da Europa?


Que raiva que eu tenho a Sines! É um preconceito, eu sei. Desde o tempo de Marcelo Caetano que considero Sines um aborto económico-social, um falso sinal de progresso, que, tal como o Alqueva, apenas proporciona enriquecimento fácil a alguns e vida com cada vez menos qualidade à maioria dos alentejanos. Sempre fodidos ou explorados, primeiro pelos nobres e latifundiários, agora pelos mais ou menos empreendedoristas investidores, dos complexos urbanísticos, hoteleiros ou turísticos. Foda-se a Terra, esterilize-se o terreno, esgotem-se os aquíferos! O que é preciso é atrair gente do norte enriquecido da Europa para jogar golfe nos nossos outrora produtivos campos de sobro, olivais, vinha, cereais e pecuária. A nossa juventude vai servi-los no menage e nos devaneios sexuais.

Fidel Castro fez a Revolução para acabar, em Cuba, com o lupanar dos magnatas americanos e conseguiu; Sócrates e os socretinos querem fazer de Portugal essa antiga Cuba das Caraíbas, na Península Ibérica.



Etiquetas: , ,

quinta-feira, julho 10, 2008

Hoje acordei neurasténico

Ouvi, ontem à noite, com muita atenção e interesse, Medina Carreira em entrevista à SIC.
Verdades como punhos!
A Verdade é deprimente. Hoje acordei razoavelmente deprimido…
Portugal ainda terá viabilidade como nação independente? Não seria o Ultramar o seu único garante de sobrevivência? Acabado o ultramar não seria mais lógica a reabsorção pela Espanha?
É que a História prova que os portugueses, na sua terra, são completamente incapazes… Só lá fora brilham! Será necessário emigrarmos todos? Deixarmos a Nossa Terra para os estrangeiros ricos que têm vagar para a desfrutar?
As auto-estradas já estão feitas, o grande aeroporto é dado adquirido (diz quem “governa”) e o TGV também, por isso, senhores ricos da estranja, podem circular à vontade: o povo nativo, que por cá for ficando, vos servirá humildemente e reconhecido.

Etiquetas: , ,

quarta-feira, julho 09, 2008

MEDÍOCRES SÃO OS OUTROS


http://www.editoraage.com.br.




«Veja-se como o indivíduo medíocre é costumeiro ao imitar maquinalmente, longe da análise; é rebelde ao ver, sentir e julgar. É um irreflectido e, comummente, um determinista, até sem o saber. Ele está sob “a força contagiosa do exemplo e de onde lhe vem esta eficácia persuasiva, de si mesmo superior à dos conselhos e preceitos” (C. Lahr).»

«O CARÁCTER CONTAGIOSO DA MEDIOCRIDADE,

António Pires»

Há livros que não podem ser ignorados! Mas ainda há quem se negue a ler.



Etiquetas: , ,

Mais obras sem ninguém saber para quê

Por desconhecido e misterioso desígnio, os políticos, depois de eleitos, julgam-se imunes a qualquer critica, acham-se dispensados de prestar contas, esclarecimentos, informações dos seus actos de gestão, das obras que autorizam ou patrocinam. E deviam. Não só a quem os elegeu mas principalmente a quem não votou neles. Mas não, fazem gala no secretismo da sua actuação. Há até uns enormes papéis, que deviam estar junto das obras, a falarem do seu licenciamento, da finalidade da obra, de quem é o seu dono, etc. Na minha experiência já vi de tudo: desde a falta do AVISO de obra; até à sua afixação em branco.

À entrada de Pombal, pela Rua de Leiria, há uma antiga construção da extinta PVT (Polícia de Viação e Trânsito). Está completo. Nem a báscula para pesar viaturas de carga lhe falta. Estes postos eram PE (Património do Estado). Hoje ninguém sabe a quem pertencem ou quem sabe não diz. O referido começou em obras. E urgem as perguntas do costume: Porquê, para quê, com ordem de quem e a quem pertence.

Pobre povo que desnuda a cabeça e está sempre pronto a dobrar o pescoço, feliz e obrigado, ao senhor que manda!

Etiquetas: , ,

terça-feira, julho 08, 2008

Requalificação das Margens do Rio Arunca





Hoje, já falei de cheias, de Outubro de 2006. Os prejuízos foram grandes por toda a cidade, muita da responsabilidade dos ditos morreu solteira, pois, a contra senso, se imputaram os prejuízos à intempérie e não à má gestão da res publica.

Estão a fazer-se obras de reabilitação das margens do Arunca, cuja degradação teve como maior causa a enxurrada daquela data fatídica. Óptimo!

Mas será legítimo, na mesma altura, reconstruir o pontão sobre o rio para o Pavilhão das Actividades Económicas, Desportivas e Culturais, seriamente danificado pela força da enchente, aumentar o pavilhão que foi local de ensaios da Filarmónica Pombalense e asfaltar completamente o que resta do Largo do Arnado?




Etiquetas: , ,

CHEIAS DO ARUNCA


Em 1712 já se sabia (e escrevia) que o rio Arunca era muito irregular no seu caudal – sujeito a grandes estiagens quando não chovia; sujeito a perigosas inundações quando havia chuvas fortes.

Transcrevo um pequeno texto da “COROGRAFIA PORTUGUESA” de António Carvalho da Costa, impressa em 1712:

«Junto ao marco de Fárrio em o princípio da ribeira de Gaia nasce o rio Arunca, que aumentando-se com as águas de outras ribeiras, vem correndo até à Villa do Pombal por distância de mais de três léguas, fertilizando com suas águas muitas fazendas, quintas e crescidas árvores, que há neste distrito, e refrescando com sua corrente esta vila pela parte do Poente, se mete no plácido Mondego, passando primeiro pela vila de Soure, e por Vila Nova de Anços. Mas para que os habitadores das suas ribeiras se não aproveitem de suas águas sem pensão alguma, lhes causa este muitas perdas com suas enchentes, levando as searas, e as mesmas terras, e arruinando muitas vezes com sua impetuosa corrente os edifícios.»

Há mais de duzentos anos! Hoje esqueceram-se... Em Outubro de 2006 tiveram um lembrete mas a senhora Câmara diz que a culpa é da chuva, não da estupidez dos homens que constroem ou deixam construir em leito de cheia. E impermeabilizam o solo a torto e a direito!


Etiquetas: , ,

segunda-feira, julho 07, 2008

BAIRRO AGORRETA


Embora “O Correio de Pombal” de 3 de Julho, na sua página n.º 9, afirme que Narciso Mota, à margem de uma conferência de imprensa, tenha anunciado que o Bairro Agorreta não vai ser parte integrante do recinto das festas do “Bodo”, eu espero para ver. É que a palavra dos políticos é isso mesmo: palavra de político!



Assim, transcrevo aqui no blogue, o artigo de opinião que escrevi para “O Correio de Pombal” e que foi publicado no n.º de 26 de Junho:


Moradores do Bairro Agorreta em potencial

PRISÃO DOMICILIÁRIA


Já há alguns anos que existe entre os moradores do Bairro Agorreta a sensação de serem cobaias de experiências urbanísticas da Câmara. Pensou-se já, até na criação legal de uma Comissão de Moradores, para poder negociar como parceiro social com a prepotente , cada vez mais ensoberbada Câmara Municipal de Pombal.

Numa cidade em que os espaços públicos livres são tão exíguos é preocupante que espaços arborizados tenham sido sistematicamente diminuídos para gerarem construções de edifícios, alguns públicos outros outorgados a entidades privadas, limitando cada vez mais os terrenos disponíveis pela, chamemos-lhe, autarquia dedicar a acessos e parqueamento automóvel livre, espaços verdes de desfrute colectivo, instalações, não necessariamente impermeabilizantes do solo, para usufruto, recreio ou lazer de todo o conjunto de cidadãos, munícipes ou visitantes, que os queiram utilizar.

O Correio de Pombal publicou no seu número de 12 de Junho um artigo que intitulou: «Bairro Agorreta “teme” o Bodo» em que a Pombal Viva (quem será tão famigerada e falada senhora?) esclarecia dúvidas dos comerciantes.

Por que dos comerciantes? Só eles é que pagam impostos? Os proprietários dos apartamentos não pagam IMI, os inquilinos não pagam rendas conforme o RAU, nada baixas e todos os anos aumentadas em percentagem superior à inflação efectiva?

Porquê então o esclarecimento de dúvidas aos comerciantes como se eles fossem os únicos interessados e prejudicados com o isolamento forçado do Bairro Agorreta?

Então eu que para fugir ao barulho e à balbúrdia do trânsito na cidade, todos os anos abandono a cidade na época do Bodo, vou ter de ir para a fila da Câmara para obter um “Salvo Conduto” para que alguém durante aquele período me venha tratar das plantas e dos animais?

Eu que sei que todas as filas e locais de espera da Câmara se assemelham à bicha para a “Sopa dos pobres” nos bairros mais miseráveis das grandes metrópoles; principalmente os infelizes que esperam no corredor para receberem a esmola do atendimento do senhor presidente que, pela porta do seu gabinete de apoio, recebe os VIPS que ele próprio escolhe. Vou assim ingloriamente desperdiçar o meu tempo de liberdade?

Resta-me contribuir com 1€ por visita aos canários ou para a rega das plantas, para que o deficit das festas não seja tão grande!

Mas será que o meu senhorio me vai descontar da renda mensal do meu apartamento os dias que eu não pude usufruir dum bem que tomei de renda? Será que os proprietários dos imóveis e apartamentos vão ser ressarcidos do IMI pago pelos dias do ano em que também não tiveram livre acesso aos seus bens sobre os quais pagam impostos?

O Bairro Agorreta é uma zona residencial e é bom que, de uma vez por todas, as actividades lúdicas e desportivas que nele se realizam sejam regulamentadas de acordo com as Leis, Decretos-leis, Despachos e demais diplomas legais que velam pelo repouso e sossego dos moradores. Nem os senhores da Câmara Municipal nem os seus capangas das Empresas Municipais, seja lá isso o que for, são donos da cidade.

A cidade foi, é e será sempre dos pombalenses. E isto é um direito que reputo inalienável, por mais democracia delegada que seja invocada.

Há bens que são inegociáveis. Julgava que a dignidade dos cidadãos, qualquer cidadão, era um desses bens!


Etiquetas: , ,

sexta-feira, julho 04, 2008

Superstições de sempre

«— É o momento — dizia agora Jorge — em que tudo cairá no arbítrio, os filhos levantarão as mãos contra os pais, a mulher tramará contra o marido, o marido chamará a juízo a mulher, os patrões serão desumanos com os servos e os servos desobedecerão aos patrões, já não haverá reverência para com os velhos, os adolescentes pedirão o comando, o trabalho parecerá a todos uma inútil fadiga, por toda a parte se elevarão cânticos de glória à licença, ao vício, à dissoluta liberdade dos costumes. E, depois disto, estupros, adultérios, perjúrios, pecados contra natura seguir-se-ão em grandes vagas, e males, e adivinhações, e encantamentos, e aparecerão no céu corpos volantes, surgirão no meio dos bons cristãos falsos profetas, falsos apóstolos, corruptores, impostores, bruxos, estupradores, avaros, perjuros e falsificadores, os pastores transformar-se-ão em lobos, os sacerdotes mentirão, os monges desejarão as coisas do mundo, os pobres não acorrerão em ajuda dos chefes, os poderosos serão sem misericórdia, os justos far-se-ão testemunhas de injustiça. Todas as cidades serão sacudidas por terramotos, haverá pestilências em todas as regiões, tempestades de vento erguerão a terra, os campos serão contaminados, o mar segregará humores negros, novos desconhecidos prodígios terão lugar na Lua, as estrelas abandonarão o seu curso normal, outras (desconhecidas) sulcarão o céu, nevará no Verão e fará um calor tórrido no Inverno. E serão chegados os tempos do fim e o fim dos tempos...»

«O NOME DA ROSA

Umberto Eco»

Putativo texto do séc. XIV.

Estaremos nós, homens contemporâneos, a atingir a nova Idade Média da nossa Era?As nossas guerras, as nossas preocupações, as nossas seitas religiosas e políticas não sabem a comida requentada? Não parece filme já visto?

Laus deo.

Etiquetas: , ,

Aprendam, ladriscos!




Vocês,que povoam as prisões deste país, aprendam. Escutem um ladravaz de vistas largas.
Roubem milhões e ninguém vos prenderá... Roubar uns euros? Que estupidez!

Etiquetas: , ,

quarta-feira, julho 02, 2008

A FEBRE DO ASFALTO


Será que a senhora Câmara se prepara para impermeabilizar mais uma considerável área da margem do Arunca? Depois queixem-se quando houver inundações!
Pobre país nas mãos dos empreendedores construtores de auto-estradas; nas mãos dos que pensam que o desenvolvimento económico só se faz com, na e para a construção civil. O preço da gasolina e do gasóleo talvez ainda possa subir mais! Pois, se todos os dias nos fornecem mais maneiras de gastarmos e necessitarmos cada vez mais dele (petróleo)!

Etiquetas: , ,

terça-feira, julho 01, 2008

Quem pergunta quer ser informado

O Pavilhão da Caldeira está em obras. Parece estar a ser aumentado. Porquê? Para quê? Que rubrica do Orçamento Municipal cobre aquela despesa? Quanto custa?
Como os distintos membros da Assembleia Municipal não fazem perguntas, (a Imprensa Local que a isso devia referir-se, aos costumes disse nada!) tem de ser o cidadão comum a perguntar.

Etiquetas: , , ,